Por: Gabriella Restrepo

Hong Kong, RAE, China

Desde 2004, a Academia da Fundação de Escolas Independentes (ISF, The Independent Schools Foundation Academy), uma escola privada e independente localizada em Hong Kong, tem se focado em oferecer uma educação imersa na cultura chinesa e sintonizada com a consciência global. O objetivo é garantir que as crianças que frequentam a escola tenham uma forte conexão com sua identidade chinesa, sem ignorar a diversidade e os valores de outras culturas.

Nessa escola, que vai da pré-escola ao ensino médio, os cursos são oferecidos em Putonghua (também conhecido como mandarim) e inglês, utilizando aprendizagem colaborativa e baseada em investigação, no mercado de educação altamente competitivo de Hong Kong.

Esses objetivos, entretanto, não são fáceis de alcançar – a menos que se tenha as ferramentas corretas. A educação é uma jornada que tem mudado com os anos, e os estudantes e professores de todo o mundo hoje são mais exigentes.

Ao enfrentar os desafios de oferecer uma educação de alta qualidade que possa cobrir uma ampla variedade de estilos de aprendizagem, necessidades e culturas, a Academia ISF reconheceu que precisava de ferramentas flexíveis, capazes de cumprir com essas demandas. Depois de muita pesquisa e de avaliar várias plataformas, a escola concluiu que o Moodlerooms satisfazia essas necessidades.

Foto AFP Jayne Russell - Sean Moran The Independent Schools Foundation Academy (21)A tecnologia é usada por todos na Academia ISF, do mais jovem ao mais velho, e por todos os professores. As crianças das séries iniciais do ensino fundamental utilizam iPads, laptops e computadores desktop fornecidos pela escola, enquanto os alunos das séries finais participam do programa One-to-One Laptop, em que cada aluno deve comprar o seu próprio MacBook Air ou Pro, da Apple, de 13”. A Academia ISF acredita que um laptop pessoal e próprio torna os estudantes responsáveis, tanto pelo cuidado com o laptop quanto por seu uso como apoio para o aprendizado. Os alunos do ensino médio, por serem mais maduros e tecnicamente capazes, seguem um programa de laptops chamado de BYOD (Bring Your Own Device ou Traga o seu próprio aparelho). É permitido que eles adquiram qualquer laptop (Windows ou Apple) que satisfaça as suas necessidades individuais.

“Usar a tecnologia com a educação é maravilhoso”, diz Sean Moran, Diretor de Tecnologia Educacional da Academia ISF.  “Ela permite que os professores acessem uma ampla variedade de recursos digitais que melhoram o aprendizado da turma.” No entanto, Sean descobriu que seus professores estavam com dificuldade de organizar e compartilhar esses recursos e de coletar o trabalho dos alunos.

O Moodlerooms resolveu esse problema. “Nosso site do Moodlerooms foi lançado há três anos e, desde então, ele tem sido o centro de nossos recursos online. É uma plataforma fácil de usar, onde todo o tipo de recurso – documentos, PDFs, arquivos de áudio e mais – pode ser compartilhado com os estudantes. Ele também é ótimo porque os professores podem deixar links para sites ou vídeos que eles querem que os alunos usem.”

No caso dos alunos mais jovens, os pais estão mais envolvidos na educação dos filhos. A Academia ISF queria uma ferramenta que pudesse facilitar o acesso dos alunos das séries iniciais aos recursos que o professor queria que eles usassem em casa, com a ajuda dos pais. De acordo com Sean, essa é uma das razões pelas quais eles escolheram o Moodlerooms para a sua escola primária. À medida que as crianças crescem, elas podem trabalhar com o objetivo de se tornarem mais independentes.

O Moodlerooms é, portanto, o sistema de gestão do aprendizado (LMS, Learning Management System) perfeito para a disponibilização de conteúdo dos cursos. Alunos e professores têm uma plataforma que é familiar e consistente. Uma vez que o aluno se registrou e acessou os cursos, o professor pode levá-lo a qualquer lugar que deseje na plataforma. Os alunos aprendem a navegar pelo layout  do Moodlerooms e, assim, não têm que aprender uma nova ferramenta todos os dias. Além disso, o Moodlerooms oferece flexibilidade suficiente para conectar os usuários com ferramentas adicionais, que satisfaçam suas tantas e tão diferentes necessidades.

Embora o Moodlerooms seja usado no ensino fundamental, na Academia ISF, a maioria dos cursos hospedados na plataforma é para os estudantes do ensino fundamental e médio. Os cursos oferecidos incluem aulas de ciências naturais, exatas e humanas, TIC (tecnologia da informação e comunicação), chinês e inglês. Os professores utilizam testes, tarefas, lista de presença, avaliação e notas para facilitar a gestão de seus cursos. Há também cursos hospedados que dão apoio ao desenvolvimento profissional do professor – tudo o que vai de como usar o Moodlerooms, Google Apps e iPads até o sistema de gestão da informação da escola. Existe inclusive um curso para ajudar novos professores que se mudam para Hong Kong.

O Moodlerooms é, portanto, o sistema de gestão do aprendizado (LMS, Learning Management System) perfeito para a disponibilização de conteúdo dos cursos.

Escolher um LMS não é uma tarefa fácil, e para tomar uma decisão, a Academia ISF levou muitos fatores em consideração: flexibilidade, extensibilidade, facilidade de uso, custo e apoio. Um ponto decisivo foi que o Moodlerooms trabalha em parceria com a comunidade de código aberto, que dá suporte e desenvolve a plataforma Moodle. Eles perceberam que, se houvesse algum problema ou uma nova ideia, a plataforma Moodle seria suficientemente flexível para que as próprias pessoas pudessem criar e compartilhar  soluções, para que todos pudessem se beneficiar. “Outras plataformas também têm recursos e suporte ótimos, mas com frequência você tem que passar por um muitos  processos e depois tem que pagar pela solução, tornando o problema grande e complexo”, diz Sean.

Um dos objetivos principais da Academia ISF é construir um forte senso de comunidade. Eles consideram alunos, professores, membros da equipe, diretores e pais como participantes iguais na comunidade. E a escola sustenta que uma comunidade de aprendizado é aquela na qual a busca pelo conhecimento é valorizada e apoiada por todos. O Moodlerooms é a solução ideal para eles, pois ser capaz de se conectar com uma comunidade de outros professores, pares e especialistas realmente ajuda a escola a crescer, se desenvolve e inovar.

No mundo atual, precisamos trabalhar juntos, trabalhar com uma comunidade e ser capazes de colaborar e compartilhar, de dar e de receber, e  “O Moodlerooms representa a filosofia que estamos tentando ensinar às nossas crianças.”

*Sean Moran, Diretor de Tecnologia Educativa, Academia da Fundação de Escolas Independentes

Foto: AFP Jayne Russell