Por: Gabriella Restrepo

Londres, Inglaterra

Há mais de 50 anos, o Instituto Americano para os Estudos Estrangeiros (AIFS, The American Institute for Foreign Study) tem um compromisso com o intercâmbio cultural. Sob a orientação de seu fundador, Sir Cyril Taylor, o AIFS opera como uma empresa social localizada em Stamford, Connecticut. A organização tem dois focos principais: resultados financeiros e resultados sociais.

Foto Jack Taylor - Chiara Galli (9)O AIFS tem escritórios globais em seis países, e expandiu os programas que oferece para incluir o Study Abroad College Division, Camp America, Au Pair in America, Academic Year in America e Summer Institute for the Gifted and Cultural Insurance Services International, bem como programas de viagem e de empregos de verão na Austrália e Nova Zelândia. Desde 1964, mais de 1,5 milhões de estudantes e professores já participaram dos programas do AIFS em nível mundial.

Seu objetivo é aproximar o mundo, e a tecnologia tem um grande papel nessa visão; eles adquiriram plataformas online, como o Moodlerooms, para ajudar na conexão com o mundo. Investir em tecnologia pode proporcionar às empresa inúmeros benefícios, especialmente àquelas que fornecem um amplo espectro de serviços, não só a seus clientes, mas também a seus funcionários. O AIFS pode também oferecer alternativas eficientes aos métodos mais tradicionais de manutenção de cadastros nos processos internos.

Um exemplo disso é o programa Au Pair* in America, em que as candidatas precisam ser entrevistadas como parte de sua inscrição. O Moodlerooms é usado nesse programa como uma plataforma de treinamento para a equipe (entrevistadores), que entrevista candidatas de aproximadamente 60 países em todo o mundo. Au Pair in America celebra seu 30° aniversário este ano, e desde meados dos anos 80, a ideia tem sido enviar jovens mulheres que queiram viajar e ter uma experiência nos Estados Unidos, com um visto de intercâmbio J-1 Visitor Exchange, para conhecer mais a fundo e apreciar o estilo de vida americano, enquanto moram com uma família americana e cuidam das crianças dessa família. Tanto as candidatas quanto os entrevistadores vêm de todas partes do mundo, então, o AIFS precisa garantir que eles sejam adequadamente treinados. Até há pouco tempo, cada um deles era treinado por telefone, de modo presencial em treinamento prático, e por meio de manuais impressos, com o objetivo de garantir que o que precisava ser feito fora entendido, “mas, há um ano, percebemos que ter um programa de treinamento online tornava tudo mais fácil, porque trabalhamos em muitos países e precisamos nos assegurar de que todos têm acesso fácil ao mesmo conteúdo, regras e regulamentações”, diz a Coordenadora de Negócios e Treinamento do Au Pair in America, Chiara Galli.

A plataforma foi lançada em setembro de 2015. Ela já existia antes disso, mas foi demorado configurá-la, fazer o treinamento interno e preparar o conteúdo para todos os parceiros ao redor do mundo. De acordo com Chiara, isso não foi fácil; e ainda se investe muito tempo em fazer com que todos se registrem e façam os cursos, pois muitos países são atendidos e, em alguns deles, as pessoas não estão costumadas ao treinamento online. Embora os estudantes não tenham problemas com a língua dos cursos – é um requisito que todos os entrevistadores e candidatas falem inglês –, o difícil é levá-los até lá. “É normal que você esteja cético se fez uma coisa por 25 anos e, de repente, alguém diz que você tem que fazer seu treinamento online.”

Seu objetivo é aproximar o mundo, e a tecnologia tem um grande papel nessa visão; eles adquiriam plataformas online, como o Moodlerooms, para ajudar na conexão com o mundo.

No entanto, uma vez que eles compreendem o que é o treinamento online e conseguem se registrar e fazer o treinamento, ficam muito felizes, porque Chiara e sua equipe tentam fazer tudo de modo mais interativo e fácil possível. O fato de que os vídeos e as atividades são mais visuais e interativas teve um impacto favorável nos entrevistadores. “Fizemos algumas pesquisas para ver se as pessoas achavam que o conteúdo que estamos fornecendo é bom e útil para elas. A maioria respondeu positivamente”, explica Chiara. Eles começaram com 500 usuários, mas o número já aumentou para 800.

* Au Pair: “ao par” ou “igual” em francês, é um termo para alguém que cuida de uma criança e que mora com a família anfitriã como parte de um programa internacional de intercâmbio cultural.

*Chiara Galli, Coordenadora de Desenvolvimento de Negócios e Treinamento, The American Institute for Foreign Study (AIFS)

Foto: AFP Jack Taylor

Fim da seção do artigo