Por: Laura Orozco

Missoula, Montana, Estados Unidos

Para a Universidade de Montana, inovação e acessibilidade andam de mãos dadas. Trabalhando com o Moodlerooms e com o Grupo de Colaboração de Acessibilidade do Moodle, a instituição busca oferecer um sistema de gestão do aprendizado online que seja acessível a todos os alunos, incluindo aqueles que são usuários de tecnologia assistiva.

Localizada em Missoula, a segunda maior cidade de Montana, a Universidade de Montana recebe cerca de 13.000 estudantes em programas que cobrem diversos campos do conhecimento, que vão das humanidades e das ciências até a silvicultura e a saúde. A universidade oferece esses programas através de cursos totalmente online, mistos e presenciais. Todos os cursos com algum componente online utilizam o sistema de gestão de aprendizado Moodlerooms para a entrega de conteúdo eletrônico.

Marlene Zentz - UMOnline’s Senior Instructional Designer and Accessibility Specialist - University of Montana

Além de facilitar a comunicação entre professores e alunos, dar suporte ao compartilhamento de documentos e fornecer espaços de trabalho online, o sistema de gestão de aprendizado Moodlerooms também oferece novos recursos de acessibilidade que melhoram a experiência de aprendizado para todos os usuários, incluindo os estudantes com deficiências. Uma das maiores melhorias tem sido o desenvolvimento de um fórum avançado acessível. Os fóruns oferecem oportunidades para as discussões online, e o Moodlerooms criou o Fórum Avançado para que fosse completamente acessível e depois o disponibilizou para a comunidade de código aberto. De acordo com Marlene Zentz, Designer Instrucional Sênior da UMOnline e Especialista em Acessibilidade, “O Fórum Avançado permite que todos os alunos participem facilmente de discussões online e compreendam completamente os significados expressos lá. Os fóruns que usávamos antes do Fórum Avançado tinham barreiras, tanto de uso quanto de acessibilidade, que representavam grandes problemas para os usuários de leitores de tela.”

O Moodlerooms também criou um novo tema de curso que já nasceu acessível, chamado de Snap, o qual torna mais fácil para os professores criarem conteúdo acessível online. Esse tema de curso acessível é responsivo e intuitivo para os alunos usarem. O Moodlerooms também liberou esse tema para a comunidade de código aberto, a partir do Moodle 2.7 e superiores.

Essas melhorias são, em parte, resultado da colaboração entre o Moodlerooms e a Universidade de Montana. Os especialistas em acessibilidade da UMOnline, Aaron Page e Marlene Zentz, trabalharam com o Moodlerooms para fornecer perspectivas de acessibilidade e testes de usabilidade no Fórum Avançado e no tema Snap. O próprio Page é usuário de tecnologia assistiva, então, ele consegue testar os protótipos com seu leitor de tela e oferecer informações de usuário altamente valiosas para os desenvolvedores de produto.

O Moodlerooms também criou um novo tema de curso que já nasceu acessível, chamado de Snap, o qual torna mais fácil para os professores criarem conteúdo acessível online. Esse tema de curso acessível é responsivo e intuitivo para os alunos usarem.

A Universidade de Montana e o Moodlerooms também foram de vital importância na criação do Grupo de Colaboração de Acessibilidade do Moodle (MACG, Moodle Accessibility Collaboration Group), um grupo internacional formado durante o verão de 2013 para melhorar a acessibilidade do Moodle principal. O Moodle principal (ou core Moodle) é o sistema de código aberto sobre o qual Moodlerooms e muitos outros sistemas parceiros do Moodle foram construídos, então, o trabalho de acessibilidade com ele é crítico. O Grupo de Colaboração de Acessibilidade do Moodle inclui agora pessoas e universidades de todo o mundo, e  todos são bem-vindos a participar dos esforços do grupo.

Até agora, as mudanças e melhorias do sistema de gestão de aprendizado na Universidade de Montana têm tido um impacto positivo na comunidade de alunos e também nos professores. De acordo com Zentz, “A universidade tem percebido que os produtos projetados levando em conta, desde o início, a acessibilidade têm um “look and feel” (aparência e sensação) melhor para todos os alunos, incluindo aqueles que utilizam tecnologia assistiva para completar com sucesso sua formação superior.”

Zentz também tem trabalhado para fornecer mais informação sobre acessibilidade para outras universidades no estado de Montana. Em 2013, ela fundou o Grupo de Interesse em Acessibilidade de Montana (MAIG, Montana Accessibility Interest Group), o qual se reúne virtualmente na primeira sexta-feira de cada mês. Durante essas reuniões de uma hora, os especialistas em acessibilidade de todo o país apresentam temas que vão da legendagem para a acessibilidade em ciências exatas até textos alternativos para imagens complexas, e muito mais. Entre os participantes, hoje há membros de outros estados dos Estados Unidos, e todas as pessoas interessadas em acessibilidade são bem-vindas a se unir às discussões.

*Marlene Zentz – Designer Instrucional Sênior da UMOnline e Especialista em Acessibilidade – Universidade de Montana

Foto: AFP Tommy Martino